Projeto ERP

Avalie este item
(0 votos)

Com o objetivo de reorganizar seus processos, simplificar e melhorar o controle das informações, a COGERH iniciou uma nova fase em 2007, implantando o Protheus 8, a solução ERP da Microsiga – empresa que pertence à TOTVS, maior grupo latino-americano de desenvolvimento de software. Em Março/2013, atualizamos a versão para o Protheus 11.

Sistemas ERP (Enterprise Resource Planning) funcionam com a utilização de uma base de dados comum, evitando a conciliação manual das informações obtidas entre as interfaces dos diferentes aplicativos. Um sistema integrado oferece a possibilidade de melhoria de relatórios, fidelidade de dados, consistência e comparação de dados, devido à utilização de um critério único em todas as atividades da empresa.

Impulsionado pelo processo de reengenharia do negócio, a implementação do ERP reduz redundância de atividades na organização, e com os departamentos utilizando aplicativos integrados e compartilhando a mesma base de dados, não existe a necessidade de repetição de atividades tais como reentrada de dados de um aplicativo para outro.

O sistema ERP identifica o tempo como uma variável crítica de restrição, sendo a informação que norteia a tecnologia de negócios e a tecnologia da informação. A redução do tempo é obtida via minimização na obtenção e disseminação das informações. Decisões ao longo dos processos da empresa também são possíveis graças ao ERP. Isto resulta em economia de tempo, domínio sobre as operações e também eliminação do que é supérfluo.

Reduzir os custos e a burocracia interna, eliminar o retrabalho, aumentar a produtividade e dinamizar as atividades, são as principais vantagens apontadas na utilização dos sistemas integrados de gestão, também conhecidos pela sigla ERP.

Em fevereiro de 2007, a COGERH passou por um processo de análise pelos consultores de negócios da Microsiga. A equipe levantou os dados e as necessidades tecnológicas da Companhia, customizando o sistema para adequá-lo a sua realidade, dando-se início assim ao processo de implantação. Até dezembro de 2007, foram implantados os Módulos de Contabilidade, Folha de Pagamento, Ponto Eletrônico, Controle de Diárias, Compras, Estoque, Patrimônio, e iniciou-se a implantação dos Módulos de Gestão de Contratos, Financeiro, Faturamento e Integração do Sistema de Outorgas e Licenças (SOL) com o Faturamento. Em 2008 e 2009, foram implantados os Módulos de Gerenciamento de Veículos, Acompanhamento de Ações Judiciais, Avaliação de Desempenho, Gerenciamento Estratégico e Análise Contábil-Financeira, Gestão de Projetos, Planejamento de Atividades e SPED-Fiscal; em 2010, implantamos o SPED-Contábil; em 2011, a Nota Fiscal Eletrônica; em 2012, implantamos os Módulos de Controle de Treinamentos,  Balanced Scorecard - BSC e Planejamento e Controle Orçamentário por regime de competência; e em 2013, implantamos a Gestão de Indicadores Individuais.

FLUXO DE INTEGRAÇÃO DOS MÓDULOS IMPLANTADOS - ERP

Assim, a implantação do ERP tem proporcionado a COGERH vários benefícios, dentre os quais podemos ressaltar:

  • Elimina o uso de interfaces manuais;
  • Otimiza o fluxo da informação e a qualidade da mesma dentro da organização;
  • Agiliza o processo de tomada de decisão;
  • Elimina a redundância de atividades;
  • Calcula as receitas e as despesas de acordo com a Gerência, a Bacia, a Infraestrutura Hídrica e o Macroprojeto, mostrando uma visão real da atual situação da empresa.
Ler 3643 vezes Última modificação em Segunda, 27 Julho 2015 16:47